João Maia Dias - Head Of Strategy


Mais do que seguir uma metodologia, enquanto estratega, procuro constantemente pontos de fuga que permitam aos nossos parceiros um distanciamento incremental de toda a competição.


Características únicas, críticas e dificilmente copiáveis pela concorrência. Estas podem ser desvendadas no produto, na marca ou até no modelo de negócio.

O desenvolvimento estratégico não tem obrigatoriamente de ser um trabalho solitário mas, na verdade, acaba por sê-lo. Um bom estratega não tem outro remédio senão abraçar e deleitar-se com o processo caótico gerado pelo próprio na busca incessante pelo elemento diferenciador. Entre a verdade do cliente, a informação cedida pelo mesmo, o comportamento humano, as tendências de mercado e as crenças do próprio estratega, tem de sobrar espaço para a “sacada” racional/emocional tendo por base o elemento diferenciador.

Um estratega é curioso por natureza e cada um tem a sua verdade. E em assuntos de diferenciação, a minha está muito alinhada com a visão de Peter Thiel quando diz “Competition is for losers… you should always aim for a monopoly”.

Neste sentido partilho convosco, através de 3 livros, a forma de pensar de 3 humanos totalmente diferentes mas com um propósito comum: "Build the valuable company that nobody is building”. O negócio perfeito. O que se distancia em ordens de magnitude incomensuráveis da restante concorrência.

Algo apenas possível quando gerada a tempestade perfeita:
1.Critical Thinking + 2.Culture & Teaming + 3.Product Obsession.

Dificilmente continuarão a pensar da mesma forma depois de lerem estes 3 livros.